Música e poesia homenageiam as mulheres

Ultimas Noticias
Tipografia

Recital e Festa Paraguaia marcaram comemorações do Dia Internacional da Mulher na sede da AFABB-SP - Por Jair Rosa



A poesia Mulher - de autoria e interpretada pelo colega Geraldo Condino - abriu oficialmente as apresentações do Recital em Homenagem às Mulheres realizado na tarde desta quinta-feira, 14 de março. O evento ocorreu nas dependências do auditório da sede da AFABB-SP, decorado com requinte para celebrar o Dia Internacional da Mulher - comemorado oficialmente em 8 de março. 


Para isso, grande parte do repertório foi composto por temas relacionados às integrantes do sexo feminino, entre eles Maria, Maria (Milton Nascimento), Ave Maria (Charles Goumod), Luciana  e Garota de Ipanema (Tom Jobin/Vinicius).  Um dos pontos altos do espetáculo foi o dueto de Tomasino Castelli e Cristina Allemann, acompanhados por Cinthia Sell ao teclado. Eles arrancaram explosivo aplausos da plateia ao interpretarem Con te partiró (Petterson/Sartoni/Quarantoto).

RECMLmiolo1A platéia aplaudiu com entusiasmo a apresentação dos nossos artistas

O presidente da Entidade, Rubens Rodrigues Costa, o Beta, agradeceu a todos os artistas pela agradável tarde que propiciaram ao público. São eles: Tomasino Castelli, Adalberto C. de R. Reis, Carlos Aguiar, Cristina Allemann, Geraldo Condino, Gineton A. Medeiros, Luisa M. Piason, Pedro e Roseli Galuchi, acompanhados por Cinthia Sell, aos teclados.
Artistas que se apresentaram em 2018 ganharam de presente da AFABB-SP um DVD com a coletânea dos recitais do ano passado. Além disso, cinco associadas foram sorteadas e cada uma recebeu como brinde um kit da Natura ofertado pela coirmã AAFBB.

Festa Paraguaia - A continuidade dos festejos dedicados à mulher ocorreu no salão social, no 12° andar, onde aconteceu a Festa Paraguaia. Os associados tiveram uma bela surpresa ao se depararem com um ambiente decorado à caráter e repleto de pratos típicos daquele país e de outras nações da América Latina:  chipas, empanadas, sopa, tortilhas, causa de atum e de frango, ceviches, torta fria de batata peruana e muito mais. Outro destaque foi a apresentação ao vivo de músicas e danças típicas paraguaias com o grupo folclórico Alma Guarani.

RECMLmiolo2E depois das músicas e poesias, a Festa Paraguaia encerrou a noite

As associadas e amigas Luzia, Sônia, Luiza e Maria Alice rasgaram elogios aos eventos da Associação. Foram unânimes ao dizer que as festas são preparadas com muito esmero e alertam aos demais associados que estão perdendo grande oportunidade de se divertirem. "As festas estão cada vez melhores. A Junina do ano passado foi uma das melhores que já participei", disse Luiza.

Sônia revela que faz questão de vir a todos os eventos. "Fico até um pouco triste quando vem pouca gente. Aqui é alegre, revemos amigos e os eventos são muito bem feitos", afirmou.


A AFABB-SP agradece a presença de todos e convida os associados a prestigiaram os próximos eventos. Acompanhem a agenda em nosso site.

Como surgiu o 8 de março - O Dia Internacional da Mulher surgiu a partir de luta de trabalhadoras no final do Século XIX. À época, operárias faziam greves na Europa e Estados Unidos contra os baixos salários e jornada de trabalho que chegavam a 15 horas diárias.


Um dos marcos desse movimento data de 1911: a morte de 130 operárias que faleceram carbonizadas no interior de uma tecelagem em New York (EUA). Em 1977 a Organização das Nações Unidas (ONU) reconheceu o 8 de março como o Dia Internacional da Mulher. A data foi escolhida devido a um protesto que reuniu cerca de 90 mil operárias contra o Czar Nicolau II, em 8 de março de 1917. Elas lutavam contra as más condições de trabalho, a fome e a participação russa na primeira guerra mundial (1914 a 1918).

 

Veja a galeria de fotos - CLIQUE AQUI

Assista ao vídeo: CLIQUE AQUI

...........