A Reforma da Previdência e a falácia do déficit divulgado pelo governo, segundo dados da ANFIP

Ultimas Noticias
Tipografia

            De acordo com dados divulgados pela  ANFIP - Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil, que anualmente divulga informações relativas à  Seguridade Social,  não existe déficit, pelo contrário, ocorreram sucessivos superávits previdenciários nos últimos anos, ao contrário do que divulga o governo na tentativa de defesa da PEC  nº 287/2016 que trata da reforma previdenciária.

            O rombo nas contas previdenciárias é o argumento de maior peso para aprovação das novas regras para aposentadoria que tramitam no Congresso Nacional.

Confira os saldos positivos apurados pela ANFIP em 2016:

    *R$ 59,9 bilhões em 2006;

        *R$ 72,6 bi, em 2007;

        *R$ 64,3 bi, em 2008;

        *R$ 32,7 bi, em 2009;

        *R$ 53,8 bi, em 2010;

        *R$ 75,7 bi, em 2011;

        *R$ 82,7 bi, em 2012;

        *R$ 76,2 bi, em 2013;

        *R$ 53,9 bi, em 2014.

 foto previ 2 corte

03/05/2017- Arquivo – Aprovação do relatório do deputado Arthur Maia (PPS-BA) que modifica as regras para a aposentadoria, na Comissão Especial da Reforma da Previdência no dia 3 de maio último. O texto foi aprovado por 23 votos a 14. Votaram contra PT, PCdoB, PSOL, Rede e PDT. Partidos da base aliada, como Solidariedade (SD), PHS, Pros, PSB, PMB, PSDB, DEM, PMDB, PSC, PP, PRB, PPS, PV e PEN, votaram a favor. - Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

            Os superávits que ocorreram em dez anos, entre 2005 e 2015, somam R$658 bilhões e foram gastos em outras áreas e para pagar juros da dívida pública, cerca de 42℅ do total, o que não é divulgado pelo governo atual.

Fonte: ANFIP - https://www.anfip.org.br/noticia.php?id_noticia=21108

Enquete
O que você achou do visual do nosso novo site?